quarta-feira, 12 de março de 2014

O Ginásio e a falsa Promessa.


Há cerca de dois anos fiz uma promessa, que, na altura, tencionava (mais ou menos) cumprir: prometi que ia para o ginásio ficar com o corpo da Deborah Secco (olhando em retrospectiva, não sei se ria, se chore). Em troca, receberia de presente o retoque final (na mesa do cirurgião plástico. E quem nunca pensou em pecar que atire a primeira pedra). As semanas foram passando, os meses foram dando o ar da sua graça, e inscrição que é bom: zero, nickles, batatoides, bola. Passou o Verão, prometi que em Setembro é que era. Os dias ficaram pequenos, pôs-se o Inverno, as Andorinhas voltaram, e este corpinho continuava mais longe da passadeira rolante que o Sporting das competições europeias. Os únicos exercícios a que me conseguia dedicar eram, muito raramente, o mergulho e as caminhadas com o Caeser. Porque o Lobo até pode ser preguiçoso, mas o Caeser, ou a “coisinha mais linda de todas as coisinhas”, não tem culpa disso.

Este meu “adiamento”, corria na perfeição (e sem peso na consciência), até ao dia em que, no meio de uma conhecida loja de bricolage, um grito dilacerante de choque perfurou os meus tímpanos: “Eu vi, Eu vi. Estás a ficar com celulite. Não digas que não, eu vi no reflexo das leggings”. E pensei para com os meus botões: este comentário deve ser para a senhora do lado, que coisa desagradável. Mas o queixume acusatório não se calava, e pior, subia de tom, o qual também me soava familiar: “Não disfarces, eu já te tinha dito para te inscreveres no ginásio, já viste como estás a ficar? E da Deborah Secco já te esqueces-te?”. Ahhhhhh, pensei, é mesmo comigo, e agora? Raios partam a Deborah Secco. Alguém me empresta um casaco para esconder o traseiro? Eu não posso ir a lado nenhum nesta triste figura.

No caminho até casa, fui assaltada pelo medo, o pânico e o horror. Então depois de meses a levar com este tempo da treta, a sonhar com calções, mini saias e havaianas, descubro que a gravidade me está a dar facadas no peito pelas costas, à traidor e à má fila. Que coisa feia. Eu já lhe conto uma história. Com que então achava mesmo que ia fazer o meu rabo parecer as trincheiras da I Guerra Mundial? Ou que as minhas pernas iam ter mais buracos que o caso BPN? AH, Ah, Ahhhhhhhh. Não sabes com quem te metes-te. Eu jamais vou admitir uma coisa destas. E foi a ruminar estes pensamento que cheguei a casa. Em passo de corrida, fui, de imediato, confirmar o inevitável em frente ao espelho: e, ufffff, afinal não era tão mau como pensava. Obviamente que a idade não perdoa, e que, aqui ou ali, existe um pequeno apontamento que merece ser revisto, mas é isso e NADA MAIS. Ouviram seus corvos da desgraça???  Just in case, estive a informar-me e vou iniciar um tratamentozinho com Trimgel Slim 3D. Além de eliminar a celulite, consiste, também, num poderoso adelgaçante. O preço é como o melhoral “não faz bem nem faz mal”: cerca de € 39 uma embalagem de 250 ml. Sei que existem 1030 opções no mercado, e todas prometem uma transfiguração, quase imediata, na Giselle Bundchen, mas o facto de ter sido um mega sucesso nos states e de a minha amiga S. ter obtido resultados mais do que comprovados, ditaram esta opção.

Sou péssima com cremes e tratamentos, mas desta vez prometo ser disciplinada e, logo que chegue, vou aplica-lo de acordo com as indicações. Por isso, meus caros, daqui a umas semanas falamos, e, se resultar, vou lançar o movimento no facebook: “Lobo a Capa da FHM”. Gisele, treme. Deborah: Aqui vou eu. 


Sem comentários :

Publicar um comentário