terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Vamos falar de produtos com validade reduzida?


Caros 5.75 leitores. Definitivamente a poupança, tem sido um assunto em foco aqui no blog, uma vez que este post fez com que alguns leitores me enviassem mensagens com questões sobre a forma de optimizar e reduzir custos com a alimentação.
Por esse motivo, venho partilhar convosco uma das “técnicas” que adotei para esticar o nosso orçamento familiar: Comprar produtos com validade reduzida. Sei que, neste momento, alguns de vós estão a torcer o nariz, e a pensar: "Ai que horror", mas deixem-me perguntar-vos: Porque não? Actualmente, ao invés de os deitar no lixo, hipermercados como o Continente, o Lidl ou o Pingo Doce vendem-nos, geralmente, por metade do preço, o que constitui uma excelente oportunidade de negócio para o consumidor. Ora vejamos o exemplo da carne e do peixe, que, quando comprados em quantidade superior às necessidades imediatas, são congelado, e o seu prazo de duração prolongado muito além do indicado na embalagem. O mesmo se aplica à fruta e aos legumes. Já no que respeita a alimentos de consumo imediato, como queijo ou iogurtes, estes aguentam, no frigorífico, muito mais tempo do que imaginamos, podendo permanecer dias, ou semanas, para além da validade recomendada. Por isso, meus caros, porque não abandonar os preconceitos e adoptar esta importante medida de poupança? Experimentem porque vão notar a diferença, no final do mês. Palavra de #lobo. 

1 comentário :

  1. Compro com frequência vários produtos, carne dificilmente, frango nunca, nunquinha mesmo (terror)😏

    ResponderEliminar